cultos domingo e sexta
Barra, Recreio e Rio 2
Como Chegar
Assine nosso canal no Youtube
Curta nossa página no Facebook
Siga-nos no Twitter

Visão das Américas Sobre Crescimento de Igreja II

Visão das Américas Sobre Crescimento de Igreja II

Romanos 1.16 e 17: “Pois não me envergonho do Evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego; visto que a justiça de Deus se revela no Evangelho, de fé em fé, como está escrito: O justo viverá por fé”.

Seguimos nossa reflexão sobre “As quatro dimensões do crescimento”, conceito desenvolvido por Orlando Costas, um dos maiores pensadores protestantes latino-americanos. Já abordamos o crescimento numérico, hoje será a dimensão conceitual e nos próximos artigos: orgânica e diaconal.

O crescimento conceitual retrata o conhecimento teológico e bíblico. O princípio do discipulado, defendido amplamente por Jesus, reitera o valor dos fundamentos cristãos para que se vivencie plenamente o cristianismo. Em Mateus 28. 18 a 20, lemos: “Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até a consumação do século”. No texto, conhecido como “A grande comissão” a ênfase está no ensino do cristianismo.
Alguns valores são considerados inegociáveis:

i. Essência bíblica
O conteúdo, abordado no crescimento numérico, deve ser sempre bíblico. A linguagem deve ser adaptada ao público, a forma vai pelo mesmo caminho, mas o conteúdo é a Bíblia, a nossa única e infalível regra de fé e prática.

ii. Teologia Reformada
Mesmo sob os apelos pragmáticos de linhas teológicas e doutrinárias mais populares, a aplicação da teologia reformada produz conceitos estáveis e fortemente fundamentados, com ótimos resultados na vida diária.

iii. Simplicidade e objetividade
O crescimento conceitual depende da simplicidade e objetividade da exposição do conceito bíblico. Boas e profundas reflexões dependem da maneira de transmissão de conhecimentos. Penso que a igreja está sedenta por sólidos conceitos teológicos desde que sejam compartilhados com simplicidade. Precisamos levar a teologia para a “cozinha”.

O caminho do crescimento conceitual nas Américas apresenta algumas oportunidades especiais, como dois cultos dominicais com exposições bíblicas que procuram ser simples e objetivas, a gravação e multiplicação das mensagens, a reprodução também através do site, a Escola da Palavra para todos os segmentos e diversas temáticas, os Times de Casa com seus estudos quinzenais, os Times de crianças, adolescentes, jovens, homens, mulheres e casais com seus ensinos adequados a cada grupo, as classes de novos membros (Time de Plantadores), além do discipulado, junto com os Times de Casa, nossa ênfase maior em 2012.

Em Mateus 22.29, Jesus afirma: “Errais, não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus”. O crescimento conceitual passa pelo conhecimento teológico e bíblico. Precisamos aproveitar melhor as oportunidades que temos e desenvolver muitas outras. O crescimento conceitual é o que dá estabilidade à igreja, que a torna séria, sólida e atraente.

Um abração do pastor,
JR Vargas

Comentários

Como chegar

Saiba mais sobre nós
nas Redes Sociais

Igreja Presbiteriana das Américas no Youtube
Igreja Presbiteriana das Américas no Facebook
Igreja Presbiteriana das Américas no Twitter
Igreja Presbiteriana das Américas no Orkut